Renato Aragão é outro veterano a deixar a Rede Globo. O humorista, que trabalhou na emissora por mais de quatro décadas, não teve o contrato renovado. No Instagram, na manhã desta terça-feira (30), o criador de Didi Mocó falou sobre o assunto. “São 44 anos de estrada e me vejo diante de uma mudança! São novos tempos, novos parceiros, novos projetos e novos desafios”, iniciou.

De acordo com o ator de 85 anos, novas dinâmicas internas de contratação vão dar espaço para trabalhos pontuais no lugar de um contrato. “Minha grande parceira durante esses anos foi a Rede Globo, que me acostumei a chamar de minha casa. Mas diante desses novos tempos e políticas internas de contratação, vamos iniciar uma nova fase e trabalhos pontuais”, comentou o artista.

“Tenho em minha vida pessoal e profissional a fluidez e o equilíbrio. Vou onde meu público espera que eu esteja e melhor ainda, onde não esperam, pois sempre gostei e gosto de surpreendê-los, e não será diferente nessa nova fase! Já estou com novas oportunidades de trabalho e novos tempos que estão prestes a iniciar”, concluiu Renato.

À coluna de Mauricio Stycer, no UOL, ele adiantou que continuará trabalho com a Rede Globo, mas com “projetos pontuais”. Segundo Renato, esta é a chance de fazer projetos em outros locais, mas preferiu fazer suspenso quanto outras propostas. “Não posso falar porque são coisas em negociação”, disse.

À frente dos Trapalhões, Renato Aragão estreou na Globo em 1977, após três anos na Tupi. O humorístico ficou no r até agosto de 1995, mas mortes de Zacarias, em 1990, e Mussum, em 1994, levaram o programa ao fim.

Em 1998, Renato estreou outro dominical, “A Turma do Didi”, exibido até 2010. O humorista também gravou inúmeros especiais e, por muito tempo, foi o embaixador da campanha Criança Esperança.

Fonte: O Liberal
Foto: Redação Integrada